APOFEN
APOFEN

DOENÇAS HEREDITÁRIAS DO METABOLISMO DAS PROTEÍNAS

APOFEN

Campo de Férias 2015

A semana mais aguardada pela comunidade apofénica foi, mais uma vez, um êxito! Uma semana em que se esquece a vida lá fora e se vive segundo uma nova realidade, onde a diferença é a igualdade, e onde os valores positivos se sobrepõem naturalmente. Durante uma semana somos um só, uma família cheia de energia, diversão e amor; uma família que se reencontra com a mesma intensidade com que se despede; uma família que dá sem precisar de receber; uma família que não se vê todos os dias, mas que se entende e compreende como se estivesse sempre pesente.                                                                                                                                                                                            

O Mosteiro de Vairão, em Vila do Conde, recebeu-nos bastante bem. O reencontro foi, como já é hábito, bastante emotivo, recheado de beijinhos e abraços, bem como de conversas que já estavam pendentes há imenso tempo. Depois do almoço foi altura de arrumar as tralhas, tarefa bastante complexa tendo em conta a euforia que todos sentiam por se encontrarem. A descoberta do espaço foi sendo feita aos poucos por todos (animadores, monitores e participantes).

Este ano o Campo de Férias da APOFEN contou com o apoio de dois animadores externos, sugeridos pela APCC (Associação para a Promoção Cultural da Criança) que é a detentora do espaço. Mário Antunes e Pedro Afonso contribuíram de forma bastante positiva para o sucesso do Campo de Férias da APOFEN, na medida em que nos ensinaram novas atividades e jogos, que surpreenderam e agradaram muito os participantes. Desde já o nosso muito obrigado aos animadores que nos ajudaram a melhorar o Campo de Férias de 2015: Mário Antunes e Pedro Afonso.

As atividades e os jogos da APOFEN do Campo de Férias deste ano foram bastante diferentes do que vem sendo hábito. Desde os jogos de ocasião como o Pistoleiro ou o Gato e o Rato, passando pelo Jogo de Pistas que fez com que todos os participantes vissem as freiras de forma diferente, chegando ao Baile de Gala com toda a pompa e circunstância que a ocasião obriga, foram dias muito bem passados, porém bastante extenuantes. O jogo das texturas, jogos de futebol, cinema, jogo das doenças, jogo das ilhas, atividades de improviso, gincana de água, entre outros, enriqueceram a semana!

Também contribuíram para o sucesso do Campo de Férias, como já vem sendo habitual, a Dieticare, a Glutamine, a Lifediet e a Nutricia, que de variadas formas valorizaram a semana. Ofertas, festas, um dia no Parque Azurara e uma tarde com Magia, foram momentos inesquecíveis! Um muito obrigado a todos que fizeram deste Campo de Férias uma semana melhor.

A semana terminou com um balanço do grupo bastante positivo. As lágrimas encheram a hora da despedida, mas com a promessa de um reencontro rápido. O que se passa ao longo da semana do Campo de Férias é intenso e difícil de explicar. Só quem o vive entende a magia destes miúdos e graúdos que continuam a fazer desta semana uma das melhores do ano. Os últimos momentos do grupo foram no salão, onde habitualmente se reuniam e onde todos tiveram oportunidade de manifestar a sua opinião sobre o Campo de Férias. A conversa terminou com a conhecida frase de uma música dos Da Weasel que resume muito bem o que somos e como agimos: “Somos grandes gigantes, com dez metros de altura, falamos vinte línguas, dialetos de ternura.” Que quer dizer que ao fazermos parte desta família, somos especiais apenas por sermos nós, independentemente das patologias, ou mesmo de não termos nenhuma patologia, das limitações, das conquistas, dos gostos, dos sonhos... somos especiais porque somos nós, tal qual como somos, com defeitos e qualidades, com sonhos e medos, com alegrias e tristezas, com o “pacote completo”!! Durante a semana do Campo de Férias falamos todos o mesmo dialeto, baseado em ternura, amizade e sobretudo apoio constante. Somos valentes, como se tivéssemos dez metros de altura, porque combatemos tudo e todos buscando a nossa felicidade de forma insaciável. Somos nós, mais uma vez! 

 

                                              




Publicada em: 02/09/2015


Voltar